A plataforma WordPress é usada por indivíduos e organizações em todo o mundo para hospedar conteúdo dinâmico da Web. Você pode nem perceber, mas uma grande parte dos blogs, sites de notícias e blogs populares é executada no WordPress. Esse popular CMS (sistema de gerenciamento de conteúdo) fornece uma estrutura para trabalhar com texto, imagens e vídeo.


Quão popular é este sistema de gerenciamento de conteúdo (CMS)? Tão popular que representa cerca de 30% de todos os sites na internet.

Toda instalação do WordPress começa com um tema. Os temas controlam a aparência de um site por meio de folhas de estilo que definem cores, fontes e bordas para páginas da web. Você pode procurar por temas populares do WordPress online, alguns dos quais são gratuitos enquanto outros exigem compra.

Mas o que acontece quando você deseja instalar ou alterar temas e o WordPress começa a gerar erros ou a não funcionar corretamente? Verifique as dicas abaixo para obter sugestões de solução de problemas.

1. Migre com segurança

Migrar para novo tema com segurança

Se você mudou recentemente de um tema do WordPress para outro, ou planeja fazê-lo em um futuro próximo, deve esperar alguns solavancos na estrada. A migração entre temas pode envolver uma grande quantidade de alterações na configuração que podem exigir alguma solução de problemas.

Para começar, verifique se você está procurando novos temas de uma fonte respeitável. Recomendamos sites como o diretório oficial do WordPress, ThemeForest, Elegant Themes, etc. Evite pesquisar e baixar cópias “gratuitas” ilegais de temas premium. Esses sites podem oferecer temas que incluem inadvertidamente ou intencionalmente bugs ou outros problemas de segurança conhecidos.

Antes de prosseguir, faça um backup completo do site e do tema antigos antes de iniciar qualquer atividade de migração (embora existam muitas outras dicas que você pode usar para alterar com segurança o tema do WordPress).

Quando estiver pronto para mudar para o novo tema, faça login no console administrativo do WordPress e navegue até a guia “Aparência”. Clique no botão “Ativar” ao lado do tema desejado. Observe que uma migração pode levar uma quantidade significativa de tempo e pode ser atualizada em estágios.

2. Atualizar links

Atualizar e salvar Permalinks

Quando você instala um novo tema no seu site WordPress, ele pode incluir alterações na configuração de como suas subpáginas são gerenciadas. Isso pode resultar em um novo formato de URL que pode causar erros para seus visitantes.

Para aliviar o problema de URL, acesse o console do administrador e use a guia “Configurações”. Então vá para o Submenu “Permalinks”. Role para baixo e clique em “Salvar alterações” para liberar seus links permanentes. Isso deve atualizar todos os URLs de suas páginas para serem vinculados corretamente.

3. Execute atualizações de tema

Para manter seu computador pessoal e smartphone felizes e saudáveis, você deve executar atualizações periódicas de software. Isso pode incluir uma combinação de novos recursos e aprimoramentos ou patches de segurança. Ignorar uma atualização pode deixá-lo vulnerável a um ataque cibernético.

O mesmo cenário é verdadeiro para hosts e temas do WordPress. Se um bug de segurança estiver presente no seu tema, os hackers poderão se infiltrar nos sistemas de back-end e potencialmente expor informações confidenciais. Os desenvolvedores estão constantemente atualizando seus temas para melhorar o desempenho e bloquear as preocupações de segurança.

Quando uma nova atualização para o seu tema WordPress estiver disponível, você verá um balão de notificação no console do administrador. Vá para a guia “Atualizações” em “Página inicial” e confirme sua decisão de passar para uma nova versão do tema selecionado. Certos temas também oferecem suporte à verificação e instalação automáticas de atualizações. Por exemplo, se você estiver usando um tema que comprou da Themeforest, o plug-in do Envato Market é uma obrigação definitiva. Esse plug-in facilita a instalação e a atualização de todas as compras de plug-ins e temas do Envato no painel do WordPress.

A linha inferior é instalar apenas a versão mais recente de um tema ou você pode receber mensagens de erro relacionadas à incompatibilidade com a plataforma WordPress, plug-ins ou ambos.

4. Verifique as configurações do site

Verifique as configurações do site

Ao trabalhar com um tema complexo que foi personalizado no passado, pode ser um desafio fazer com que seu ambiente WordPress seja vinculado corretamente ao seu nome de domínio. O domínio de um site é o URL principal usado para o acesso dos visitantes, ou seja, o endereço .com ou .net.

A execução de uma instância do WordPress não concede automaticamente acesso a um nome de domínio. Você precisa obter um através de um registrador da web. Depois que a transação for concluída, você pode instruir o nome do domínio para apontar para o seu site WordPress.

Se você está tendo problemas com o seu tema WordPress e está tendo dificuldades para navegar por um navegador da Web, comece abrindo o console de administração e indo para o menu geral “Configurações”. A partir daí, role até a seção onde você define quais endereços da Web usar.

Para o campo “Endereço do WordPress”, verifique se você inseriu o URL ou endereço IP correto que aponta para o servidor WordPress principal. Se você estiver usando um provedor de hospedagem baseado em nuvem, essas informações deverão ser fornecidas a você. No campo “Endereço do site”, digite o nome do domínio que você deseja vincular ao seu site. Certifique-se de incluir “http: //” (ou melhor, “https: //” se você adicionou SSL para WordPress) no início do endereço.

5. Revise o uso do plug-in

Revisar o uso do plug-in

Quando você fica com problemas ao solucionar um problema com um tema do WordPress, analisar plug-ins pode ser uma etapa útil a ser executada. Plugins são pequenos scripts ou ferramentas criados por desenvolvedores de software que podem ser adicionados ao seu site WordPress com um único clique. Eles geralmente adicionam recursos úteis, mas também podem complicar a configuração de um tema.

Por exemplo, você pode instalar um plug-in que adiciona suporte para comentar nas postagens do seu blog. Como parte do processo de instalação, novas personalizações serão feitas no seu tema existente para poder exibir os comentários em coesão com o restante do site. Você pode achar que o plug-in tem um impacto inesperado em outras partes da instalação do WordPress.

Para restringir a origem de um problema, primeiro desative todos os plug-ins no seu site e, em seguida, reative-os um de cada vez. Depois de determinar qual plugin é o culpado pelo problema, verifique se há atualizações de software no console administrativo para resolver o problema. Talvez seja necessário entrar em contato com o desenvolvedor se ainda houver um problema. Dependendo se eles podem ou não ajudar, talvez seja necessário desinstalar o plug-in totalmente do seu site..

DICA: para evitar erros de plug-in, não instale vários plug-ins para a mesma finalidade. Em nossa experiência, a maioria dos conflitos de plug-ins e temas ocorre devido à funcionalidade duplicada. Atenha-se a um plug-in por recurso que você deseja adicionar ao seu site. Vários plugins de SEO, controles deslizantes premium ou criadores de páginas causarão apenas problemas.

6. Acelere o desempenho

Muitas vezes, você pode instalar um tema WordPress e descobrir que a velocidade e o desempenho do seu site são afetados negativamente. Isso pode ser devido à forma como o tema carrega seus recursos antes de exibir o conteúdo no navegador de um visitante.

É importante dar um passo atrás e considerar como você está hospedando seu site. Gerenciar uma instalação local do WordPress pode ser mais problemático do que vale a pena. Isso o forçará a manter o hardware físico e permitirá uma rede rápida o suficiente para lidar com todo o tráfego que você espera.

De acordo com o teste de velocidade realizado pela Hospedagem Canadá em mais de 1.000 sites nos EUA e no Canadá, o tempo médio de carregamento variou de 226ms a 2.850ms. Obviamente, você quer estar no limite. Use esta ferramenta gratuita para verificar a velocidade do seu site. Se estiver ruim, considere trocar de host.

Não sabe por onde começar? Existem muitas listas e artigos que cobrem a melhor hospedagem WordPress, mas a escolha número 1 aqui no WPExplorer é o WP Engine. É o que usamos (juntamente com o Cloudflare) para obter velocidades incrivelmente rápidas e uma pontuação perfeita de 100 no Google PageSpeed ​​Insights.

Mudar para uma plataforma hospedada do WordPress elimina problemas de desempenho em seu site e economiza dinheiro também. Seu site residirá na nuvem e será executado em hardware virtualizado em um data center maior.

Um grande benefício dos sites WordPress hospedados na nuvem é a flexibilidade de aumentar rapidamente a demanda. Se o seu tema WordPress exigir que recursos pesados ​​sejam carregados a cada visita, seu provedor de nuvem poderá automatizar o provisionamento de energia da rede e do servidor quando necessário.

Mas não pare com uma melhor hospedagem WordPress. Existem muitas outras dicas e truques que você pode tentar acelerar o WordPress. Você pode considerar adicionar uma CDN, desfocar imagens, limitar revisões de postagens ou simplesmente escolher um tema WordPress melhor. Tudo isso pode ajudar a diminuir drasticamente o tempo de carregamento da página.

7. Verifique se há cache

Cache do mecanismo WP

Você notará que, quando migra para um novo tema do WordPress ou faz uma personalização para o tema existente, as alterações podem levar um longo período de tempo para serem refletidas nos seus próprios testes de navegador. Isso ocorre devido a um processo conhecido como cache. Os navegadores armazenam determinados dados localmente para que possam ser carregados mais rapidamente no futuro.

Em termos de um tema WordPress, os navegadores normalmente armazenam em cache informações da folha de estilo, como fontes, cores e layouts, uma vez que esses elementos mudam com menos frequência do que o conteúdo de texto e imagem nas páginas. Mas se você planeja fazer um grande conjunto de alterações no tema do WordPress, considere limpar ou desativar temporariamente o cache do navegador. Dependendo de como você adicionou o cache ao seu site WordPress, existem algumas maneiras diferentes de fazer isso.

Limpar seu cache

Seu primeiro passo deve ser limpar (ou “limpar”) o cache do banco de dados. Se você estiver usando hospedagem como o WP Engine, poderá facilmente limpar sua página, CDN e cache de objetos no painel do WordPress. Esta opção está em WP Engine> Configurações gerais. Basta clicar no botão “Limpar todos os caches”.

Se você estiver usando um plug-in de cache, precisará localizar as configurações do plug-in para limpar seu cache. Por exemplo, os usuários do WP Super Cache podem acessar Configurações> WP Super Cache e usar o botão “Excluir cache”.

Em seguida, se você estiver usando uma CDN de terceiros, também precisará limpar esse cache. Por exemplo, se você estiver usando o Cloudflare, faça login na sua conta. Em seguida, clique no seu site e depois na opção “cache” no menu de navegação. Clique no botão para “Limpar tudo”. Aguarde aproximadamente 30 segundos e o site e a CDN devem estar prontos para armazenar em cache novamente todas as suas páginas com suas alterações.

NOTA: Embora você possa desativar completamente o armazenamento em cache (por meio de um plug-in ou de uma CDN), recomendamos simplesmente limpar (ou excluir) manualmente ao fazer alterações. Dessa forma, você pode impedir que a velocidade e o desempenho do site caiam.

8. Reverta para um tema central

Quando tudo mais falhar, considere reverter o site do WordPress para um tema básico. Um sem tema filho complexo ou personalizações baseadas em plugins. Este é o método mais eficaz para qualquer problema de tema que você não possa resolver usando as outras dicas descritas neste artigo. Pense nisso como começar de novo com uma tela em branco.

Muitas vezes, os problemas surgem de personalizações codificadas incorretamente ou de conflitos de plug-ins (como mencionado anteriormente). A melhor maneira de evitar isso é escolher um tema que atenda às suas necessidades desde o início. Você precisa de links sociais no cabeçalho? Depois, verifique se o tema escolhido inclui esse recurso. Quer um portfólio? Novamente, verifique se o tema escolhido inclui um tipo de postagem personalizado do portfólio embutido.

Precisa de ajuda para escolher um tema? Aqui está uma lista dos melhores temas disponíveis para WordPress. Muitos são temas flexíveis e de estilo multiuso, o que os torna adequados para a maioria dos nichos da web.

A linha inferior

Graças a uma infinidade de opções de personalização e uma filosofia “plug and play”, o WordPress trouxe o mundo do design de sites ao alcance de qualquer pessoa (quase) capaz de ligar um computador e navegar na Internet. A desvantagem disso é que muitas pessoas não técnicas estão criando sites. Mas não há necessidade de ficar frustrado quando o software não se comporta adequadamente.

Felizmente, como tentamos apontar neste artigo, se você ficar calmo e seguir uma estratégia passo a passo, há uma boa chance de conseguir concluir tarefas básicas como instalar ou alterar temas com êxito. Obrigado pela leitura e boa sorte!

Procurando mais dicas de solução de problemas de temas? Aqui estão 10 problemas mais comuns do tema WordPress, além de como corrigi-los.

Jeffrey Wilson Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
follow me