Como otimizar as postagens do blog em seu site WordPress antes da publicação

Como otimizar as postagens do blog em seu site WordPress antes da publicação

Olá meu amigo. Se você é um blogueiro como eu, deve saber como é usar um zilhão de chapéus de cada vez. Como proprietário de seu próprio blog, é você quem procura os dados certos que devem ser interessantes para ler para o seu público. Você é o único responsável por escrever seu conteúdo, editá-lo e otimizá-lo. Executar todas essas e muitas outras tarefas ao mesmo tempo não é uma piada. É fácil perder alguns pontos importantes ao clicar no botão “publicar”. Portanto, para ajudar você a se sentir confiante de que não pulou nada, decidimos elaborar esta lista de verificação para blogueiros.


Neste post, forneço 15 itens importantes que você precisa fazer antes de pressionar o botão “publicar”. Embora possa parecer demais à primeira vista, a maioria dessas etapas é bastante simples e rápida de executar. Além disso, escrever uma boa cópia do texto vale alguns minutos extras gastos para sua edição, para que todo o tempo e esforço aplicados durante o trabalho sejam apreciados pelos leitores..

Etapa 1: criar um título atraente

O título do seu blog é um dos elementos mais poderosos que ele pode incluir. Dependendo da maneira como você a estrutura, as pessoas decidirão se sua publicação merece atenção. Com base na maneira como você escreve o título, seu blog não receberá muito tráfego orgânico dos mecanismos de pesquisa. Como regra, um título de postagem é a última coisa em que os blogueiros trabalham durante a criação da postagem. Pelo menos, é assim que criamos postagens no MonsterPost.

Existem várias técnicas diferentes que você pode aplicar enquanto trabalha no título da postagem. Comece com um título de trabalho. Esta será a base da sua versão final do título. Mantenha o título curto. Até 70 caracteres serão suficientes para a exibição correta nos resultados da pesquisa. Depois de criar sua versão do título da postagem, faça um brainstorm com outra pessoa. Não se esqueça de incluir palavras-chave ou frases no título. Isso aumenta suas chances de atingir o público certo e obter uma exposição mais ampla nos mecanismos de pesquisa.

Etapa 2: Formate sua cópia

É muito mais fácil ler um texto dividido em seções menores. Evitar parágrafos longos é uma boa prática. 5-6 linhas de texto é o tamanho adequado dos parágrafos que serão lidos pelo seu público, não ignorados.

Como regra geral, ao se deparar com qualquer postagem de blog, as pessoas examinam o conteúdo antes de decidir lê-lo. Por meio de subtítulos, você pode entregar melhor a mensagem do seu artigo aos leitores. Dessa forma, os usuários podem ver um plano rápido das idéias destacadas em sua postagem, percebendo melhor o que realmente é sua postagem..

Etapa 3: Formatação da imagem

Todos sabemos que uma única imagem adicionada a uma página da web é igual a mil palavras. Talvez nada possa prejudicar sua página da Web mais do que uma imagem de baixa qualidade e fotos mal formatadas. Portanto, antes que sua postagem seja publicada, verifique se todo o conteúdo visual está dimensionado corretamente e fica bem em qualquer tela do dispositivo.

Além da qualidade, fotos relevantes são postagens, atualize seu blog com um logotipo de alta resolução que tornará seu projeto mais reconhecível para uma comunidade da Web mais ampla. Além disso, não negligencie a otimização de tags alt e tags de título de suas imagens. Isso ajudará você a tornar seu conteúdo mais localizável na Web.

Ao trabalhar em um WordPress criado com base em um tema pronto do TemplateMonster (por exemplo), você terá todas as ferramentas de otimização de SEO em mãos. Então, pense no seu conteúdo e na solicitação de pesquisa que seu público-alvo usará para encontrá-lo.

Etapa 4: Imagens em destaque

Este ponto é especialmente relevante para todos que executam um blog baseado em WordPress. Aprimorar suas publicações com imagens em destaque pode ser importante por vários motivos. Em primeiro lugar, por meio de uma imagem em destaque, você pode capturar a atenção dos usuários. Dependendo da maneira como você a cria, a imagem em destaque pode exibir uma mensagem intrigante ou indicar claramente o que você destacará em sua postagem.

Imagens em destaque para mensagens

Devido ao amplo WordPress funcionalidade, uma imagem em destaque da sua publicação pode ser usada de várias maneiras. Por exemplo, isso pode ser puxado automaticamente para ser usado como um controle deslizante de postagens recentes.

Adicionar imagens em destaque na vertical com textos colocados em cima deles ajudará você a chamar mais atenção para o seu conteúdo à medida que uma pessoa percorre um feed de notícias nas plataformas de mídia social. Discutiremos a importância das mídias sociais um pouco mais adiante neste post. Ainda assim, uma imagem em destaque vertical bem projetada torna seu conteúdo mais visível, aumentando assim suas chances de gerar mais tráfego.

Etapa 5: SEO

Mesmo se você enviar sua postagem com imagens maravilhosas e escrever uma cópia brilhante, todos os esforços serão em vão, a menos que você otimize os dados para os mecanismos de pesquisa. A maneira como o seu blog classifica as palavras-chave do setor nos SERPs é de importância predominante quando se trata de aumentar o tráfego orgânico e a geração de leads.

Para tornar sua postagem no blog mais localizável, inclua palavras-chave direcionadas pelo setor no texto. Ao otimizar seus dados, verifique se as palavras-chave não afetam a legibilidade geral. Além disso, não esqueça de adicionar links internos a outras páginas do seu blog. Isso não apenas ajuda você a otimizar melhor seu conteúdo para os mecanismos de pesquisa, mas também agrega mais valor aos seus leitores, ao mesmo tempo em que fornece acesso rápido a outros dados relevantes em seu site..

Etapa 6: verificação de links

Depois de adicionar links internos ao seu conteúdo, é hora de verificar como tudo funciona. Como regra, isso deve ser feito manualmente para não perder um único link quebrado dentro do seu conteúdo.

Os links externos também exigem uma verificação manual precisa. Seu conteúdo inclui botões do CTA? Vá vê-los também.

Etapa 7: verificação entre dispositivos

Cada vez mais as pessoas dão preferência aos dispositivos móveis quando precisam conferir notícias ou ver algumas atualizações sobre os tópicos preferidos. É por isso que, antes de publicar qualquer parte do conteúdo, verifique como os dados que você deseja compartilhar ficam em vários tamanhos de tela.

É sempre um grande benefício criar um site com base em uma estrutura responsiva. Isso libera você da necessidade de desenvolver versões separadas do seu site para dispositivos móveis e de desktop, o que é econômico e economiza tempo.

Além disso, o Google classifica os sites otimizados para celular nos seus resultados de pesquisa. Assim, tornar seu conteúdo exibido corretamente em vários tamanhos de tela permite matar dois coelhos com uma cajadada só. Por um lado, seu blog ficará mais fácil de usar. Por outro lado, ficará mais acessível no Google.

Felizmente para você, os temas mais populares já foram projetados com responsabilidade. O tema Total, por exemplo, oferece um layout responsivo fluido, pronto para uso. Mas o tema também inclui opções de bônus se você quiser definir suas próprias larguras de sites personalizadas para todos os tamanhos de dispositivos.

Etapa 8: Compatibilidade entre navegadores

Agora que sabemos que seu conteúdo tem um bom desempenho em qualquer tela do dispositivo, é hora de verificar o quão bem ele é exibido nos principais navegadores da web. Pense nos possíveis aplicativos de navegação na Web que seu público-alvo possa estar usando e veja como o conteúdo é carregado e exibido por lá.

Etapa 9: Incentive as discussões

Voltando à edição posterior, vamos fazer sua cópia instigante e encorajadora de discussões. Como você sabe se o seu artigo trouxe algum valor aos leitores, a menos que você receba os comentários deles?

Uma das maneiras comprovadas de incentivar as discussões abaixo de suas postagens é fazer algumas perguntas aos leitores no final do artigo. Na seção de tópicos, as pessoas geralmente procuram um breve resumo das coisas que você destacou em sua publicação ou algum tipo de “apelo à ação” para realmente fazer alguma coisa. Terminar seu texto com uma ou duas perguntas pode incentivar seus leitores a deixar um comentário com suas próprias impressões sobre o que você destacou ou compartilhar sua própria experiência em um tópico sugerido.

Etapa 10: Revisão

Parece algo que os blogueiros devem fazer como uma ação padrão, no entanto, por algum motivo, nem todos revisam suas postagens antes da publicação. Para que você não pareça um idiota com preguiça de verificar o texto antes de publicá-lo, é altamente recomendável revisar o que você escreveu várias vezes.

Pode haver erros ortográficos comuns que você pode cometer pressa de expressar seus pensamentos em um documento. Somos todos humanos e cometemos erros. Portanto, apenas para não prejudicar sua reputação e permitir que seus leitores aproveitem cada linha de texto compartilhada, revise seus textos com cuidado.

Ao trabalhar em uma publicação de blog, escreva metade e salve o rascunho. Veja todas as palavras que você escreveu e verifique se não cometeu nenhum erro de ortografia. Corrija todos os fluxos de gravação antes que a publicação seja publicada. Leia sentença após sentença. Revise cada uma das vezes e somente depois continue avançando.

Etapa 11: publicar e fixar

Agora, como você executou todo o trabalho de edição e otimização, é hora de tornar sua postagem ao vivo. O próximo passo será fixar seu artigo no Pinterest. Se você ainda não criou um quadro separado para o seu blog, é hora de fazer isso.

Assim que sua publicação for publicada, fixe as imagens que você incluiu em seu próprio painel do Pinterest. Em alguns dias, vá em frente e encontre quadros relevantes onde você pode fazer o mesmo. Ao executar ações repetitivas simples, você pode distribuir sua publicação a um público mais amplo, tornando seu blog mais acessível na Web.

Etapa 12: compartilhe sua postagem no Facebook e Twitter

Seja chique ao redistribuir sua publicação no Facebook e Twitter. Você pode compartilhá-los manualmente ou usar programas de pós-agendamento que farão tudo para você automaticamente. Para tornar suas postagens mais visíveis, acompanhe tweets e postagens no Facebook com imagens. Ao enviar suas postagens de mídia social com conteúdo visual, certifique-se de dimensioná-las de acordo com Padrões do Facebook e Twitter.

Etapa 13: publicar tweets várias vezes

O feed do Twitter é atualizado com novas postagens a uma velocidade tremenda. Portanto, é provável que a publicação que você compartilha apenas uma vez seja perdida em um fluxo constante de outros tweets. Para que isso não aconteça, é recomendável compartilhar novas postagens de blog no Twitter por várias vezes nos próximos dias após a publicação em seu blog.

Pode parecer uma tarefa assustadora compartilhar suas postagens manualmente uma e outra vez. É quando os programas de pós-agendamento entram em ação. Com a ajuda deles, você pode definir a mesma postagem para aparecer no feed de notícias alguns dias após a publicação, bem como lembrar a comunidade de mídia social sobre sua existência em alguns meses. Assim, você pode circular seu conteúdo antigo repetidamente.

Etapa 14: comentários

Sempre que sua postagem receber um comentário, não o deixe sem resposta. Isso lida com os dois comentários que as pessoas deixam abaixo de uma postagem em seu blog e nas mídias sociais. Faça um esforço extra para responder aos comentários que contenham perguntas. Os leitores mais atenciosos também devem receber uma resposta sobre suas reflexões.

Ao responder aos comentários, você mostra que se importa com a opinião de seus leitores e que valoriza cada momento que eles passaram para ler seu artigo. Ao ver isso, é mais provável que as pessoas voltem, pois veem o quanto são valorizadas.

Etapa 15: análise

Além dos comentários dos usuários que são fortes indicadores do interesse público em suas postagens, é recomendável acompanhar o número total de visualizações de página e reflexões que cada postagem que você publicou no mês passado alcançou. Google Analytics ajudará você a gerenciar esta tarefa melhor do que qualquer outra coisa. As estatísticas mostrarão quais tópicos estão em maior demanda entre seus leitores, assim você entenderá melhor como deve seguir em frente para obter um maior sucesso.

Empacotando

Aqui vamos nós. Essas foram 15 das etapas mais comprovadas e eficazes que os blogueiros precisam levar em consideração antes de publicar suas postagens na web. Alguns deles são experimentados e verdadeiros, mas não menos eficazes. Aplique-os na prática e veja quanto mais o público se envolverá com seu blog.

A propósito, há mais alguma coisa que você acha que deveria ser mencionada na lista? Vamos ouvir seus pensamentos na seção de comentários!

Jeffrey Wilson Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
follow me
    Like this post? Please share to your friends:
    Adblock
    detector
    map